sexta-feira, 13 de março de 2009

CANADÁ: MÃE CONDENADA PELA MORTE DO FILHO POR ERRO MÉDICO, É LIBERTADA APÓS 14 ANOS DE PRISÃO

Toronto, 13 Mar (Lusa) -
Uma mãe condenada pela morte do filho de 2 anos foi libertada quinta-feira sob fiança, depois de ter passado 14 anos na prisão, por erros do médico legista que fez a autópsia da criança.

A nova análise feita por uma entidade independente a 20 autópsias infantis do médico legista Charles Smith revelou erros científicos que levaram a que Tammy Marquardt fosse condenada pelo homicídio do filho e outros 13 crimes subsequentes, entre os quais pelo menos cinco foram julgados em tribunal.

Tammy Marquardt, 37 anos, foi condenada a pena de prisão perpétua pelo homicídio em segundo grau do seu filho Kenneth, em 1995.
Marquardt tinha afirmado que encontrou o filho enrolado nos lençóis mas o médico Smith disse que ela o tinha abafado e estrangulado.

O resto da notícia aqui.

Peço jornalística que servirá para discutir a temática do eero médico, do erro judiciário e da avaliação da prova em processo penal.
Enviar um comentário