quinta-feira, 6 de agosto de 2009

NOVO ESTATUTO DA GNR: APROVAÇÃO EM CONSELHO DE MINISTROS

GNR: Associações congratulam-se com horário de referência, mas lamentam aplicação do Código Militar

05 de Agosto de 2009, 19:31
Lisboa, 05 Ago (Lusa) - As associações sócio-profissionais da Guarda congratularam-se hoje com a criação de um horário de referência no novo estatuto, mas consideraram "um erro" que se continue a aplicar o Código de Justiça Militar em serviços de natureza policial.

O Governo aprovou hoje o estatuto dos militares da Guarda Nacional Republicana (GNR), que consagra, pela primeira vez, a existência do horário de referência de 36 horas semanais, e o sistema remuneratório dos elementos da GNR.

"Com este estatuto, temos um duplo sentimento, de satisfação e de tristeza", disse à Agência Lusa o presidente da Associação dos Profissionais da Guarda (APG/GNR), estrutura associativa mais representativa da GNR.
Enviar um comentário