segunda-feira, 31 de maio de 2010

PORQUE NEM SÓ DE DIREITO VIVE O JURISTA ...

A PRISÃO - JESÚS ZÁRATE


Acabei de ler e inicio a sua releitura.
Livro imperdível e de leitura obrigatória: «Antón Cástan está detido por um único delito: o de não ter cometido crime nenhum.Na cela, vai registando diariamente a vida na prisão e dissertando filosófica ou culturalmente sobre literatura, justiça ou liberdade.... Mas a chegada À prisão de um novo Director, conhecido pela sua crueldade, desencadeia um motim com consequências imprevisíveis» que levam Antón Cástán a matar, como que para justificar o facto de estar inocentemente preso.
Enviar um comentário