domingo, 13 de outubro de 2013

NÓS, VISTOS PELOS OLHOS DE UMA INVESTIGADORA AUSTRALIANA

Parece que Portugal está na moda. Depois de vários prémios internacionais ligados ao turismo, que asseguram ser Portugal um país fabuloso, seguro, de gente afável, belas paisagens e preços acessíveis, uma investigadora australiana a residir há um ano em Portugal traça o seu desenho do país.


Texto:
"Os portugueses falam bem inglês, percebem o espanhol, têm Sol e bom vinho, tratam bem das suas cidades mas subestimam as potencialidades do país. Estas são algumas das conclusões de Erin B Taylor, uma investigadora australiana do Instituto de Ciências Sociais, que publicou recentemente um artigo sobre Portugal num site dedicado à antropologia.
 
No seu texto, publicado recentemente no site Popanth, Erin Taylor, que vive em Portugal há mais de um ano, faz uma análise pessoal e divertida do povo português e de alguns hábitos nacionais.
 
A investigadora afirma, por exemplo, que os portugueses "vivem em casas pequenas mas adoram cães grandes", ao contrário da Austrália onde, mesmo com casas grandes, as pessoas preferem cães pequenos. Erin especula que isto talvez aconteça porque os portugueses levam mais vezes os seus animais de estimação a passear na rua.

Erin salienta, no artigo, que embora os portugueses estejam constantemente a avisar que falar português não é o mesmo que falar espanhol, é possível falar com um português em espanhol. "Parece que os espanhóis não têm esta capacidade", avisa a investigadora, "os portugueses conseguem compreendê-los (aos espanhóis) mas eles não percebem os portugueses".
 
Modestos e tímidos

Num outro parágrafo, a investigadora garante que a maior parte dos portugueses fala inglês melhor do que parece. "Não se admire se descobrir, ao fim de umas semanas, que o senhor do café fala um inglês perfeito, mesmo que peça desculpa por não falar a sua língua", diz Erin. Um fenómeno que a investigadora atribui ao facto dos portugueses serem "modestos e tímidos".
 
Sobre o vestuário, a autora do artigo considera que os portugueses gostam de roupa elegante mas "pouco ostensiva", pelo que "os homens normalmente vestem calças com polos e as mulheres saias com tops casuais mas bonitos".
 
Erin defende ainda que todo o país se revela extremamente cuidado com "calçadas de pedra", "bonitos azulejos que indicam os nomes das ruas", e modernos passeios nas zonas ribeirinhas. Comparando com outros países, a investigadora diz que os portugueses são "incrivelmente dedicados" às suas cidades.
 
Erin elogia ainda a qualidade dos vinhos e da rede de transportes públicos, "bem desenhada e esteticamente agradável", o sol que persiste ao longo do Verão e o facto das pessoas serem "educadas e prestáveis".
 
Apesar de tudo isto, diz a investigadora, os portugueses tendem a "subestimar o seu país. "Dizem que estão sempre em crise, que a burocracia é um pesadelo e que é tudo muito caro", afirma Erin.

Isso faz com que, conclui a australiana, "muitos portugueses queiram fugir para outro país, enquanto todos os outros parecem querer vir para cá". 

fonte do texto e imagem:http://boasnoticias.sapo.pt/noticias_Portugal-visto-pelos-olhos-de-investigadora-Australiana_16827.html?page=0
Enviar um comentário