terça-feira, 5 de abril de 2016

direito à igualdade: o paradoxo da ideologia de género

Para discussão.

Investigação sobre igualdade de género: de um lado, investigadores que defendem não existir qualquer distinção genética, orgânica, que condicione as opções entre géneros, sendo esta estritamente resultado da cultura. De outro, quem defende que existem condições genéticas que justificam as diferenças no comportamento entre géneros.

Uma conclusão a que chega quem defende esta última posição é a de que em países mais avançados em termos de igualdade de oportunidades, as mulheres e homens tendem a desempenhar os papéis de que mais gostam - o que significa desempenharem papéis mais de relação no que respeita às mulheres e mais técnicos no que respeita aos homens-, regressando, paulatinamente, aos padrões anteriores. Aquilo que nesta peça se chama o paradoxo da igualdade.

Independentemente da conclusão e das desavenças que, parece, esta peça desencadeou, é mais uma oportunidade para se pensar sobre o tema.


Harald_Eia

ver o filme e aceder à notícia
Enviar um comentário